Prevenção

Saneamento Básico, Higiene Pessoal e Domiciliar

A falta ou má qualidade de saneamento básico e a higiene pessoal e domiciliar inapropriadas são fatores que favorecem a contaminação da população por parasitas intestinais. Para evitar que isso aconteça, é fundamental que medidas preventivas simples sejam tomadas e transformadas em hábitos diários, capazes de proteger a família toda.

Embora sejam mais comuns em regiões carentes de saneamento básico, as parasitoses atingem todas as camadas socioeconômicas da população, em diversas faixas etárias. Portanto, a prevenção vale para todos!

O controle e a prevenção são feitos por meio de melhorias nas condições de saneamento básico através dos órgãos governamentais responsáveis:


Saneamento Básico

  • Tratamento e fornecimento de água potável
  • Eliminação dos focos de contaminação (lixo e esgoto a céu aberto)
  • Coleta de lixo
  • Implantação de sistemas de tratamento de esgoto
  • Educação da população sobre a prevenção

Higiene Pessoal

  • Lave bem as mãos, com água e sabão, antes das refeições e após usar o banheiro
  • Mantenha as unhas aparadas, evitando colocar a mão na boca
  • Tome banho diariamente
  • Lave bem as roupas íntimas e de cama, se possível com água fervida
  • Ande sempre calçado, principalmente nas áreas onde não há esgoto encanado. Evite brejos e água parada

Higiene Doméstica

  • Mantenha a casa e o terreno em volta sempre limpos, evitando a presença de moscas e outros insetos
  • Mantenha os cestos de lixo e a caixa d’água sempre bem fechados
  • Não deixe as crianças brincarem em terrenos baldios, com lixo ou água poluída
  • Evite animais dentro de casa. Quando os tiver, cuida da higiene deles, dos locais onde costumam ficar e não esqueça de levá-los periodicamente ao veterinário